Juventude e Saúde debatem políticas de prevenção à violência e drogas

Juventude e Saúde debatem políticas de prevenção à violência e drogas

Na manhã desta quarta-feira (29), o município de Buíque esteve representado pelo secretário Matheus Albuquerque (Juventude) e Paulangelo Machado, Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de Buique, durante a apresentação do colóquio “Vacina para usuário de cocaína: resultados de uma experiência brasileira”, apresentado pelo professor Frederico Garcia, um dos líderes no desenvolvimento dessa vacina.

O evento que ocorreu no auditório do Cais do Sertão, no Recife, foi promovido pela Secretaria de Políticas de Prevenção à Violência e às Drogas. Para o secretário Cloves Benevides as políticas sobre drogas são um tema complexo e importante para toda a sociedade. “A pesquisa e o conhecimento acadêmicos são fundamentais para enriquecer o debate em busca da melhor compreensão do assunto, que envolve muitas variáveis”.

O evento foi direcionado para profissionais que estudam ou trabalham com políticas sobre drogas, saúde pública, assistência social, Juventude e segurança, mas aberto a todos os interessados

O professor Frederico Garcia é médico psiquiatra e chefia o Núcleo de Pesquisa em Drogas, Vulnerabilidade e Comportamentos de Risco a Saúde, além de coordenar o Centro de Referência em Drogas da UFMG. O seu trabalho tem sensibilidade social, como comprova sua participação no apoio às vítimas da tragédia de Brumadinho. O seu currículo tem títulos de PhD, pós-doutorado na França entre outras citações nas 18 páginas registradas na Plataforma Lattes.

A ideia de desenvolver a vacina anticocaína surgiu, explica Frederico Garcia, como consequência da busca por apoio para mulheres usuárias de crack, que não conseguiam manter a abstinência, mesmo grávidas. Ao tomar conhecimento de uma vacina norte-americana, estudou o trabalho e, a partir de uma troca de ideias com outros pesquisadores, passou a desenvolver outro modelo de vacina, mais eficiente que a norte-americana. A Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) aponta a cocaína como a segunda droga mais consumida no Brasil.

Presentes ainda ao encontro Adriana Luz – Superintendente de Prevenção, Articulação e Projetos, da Secretaria Estadual de Políticas de Prevenção à violência e às Drogas; e Rosemary Carvalho, Mestre em Saúde Pública, obtida através da FIOCRUZ-RECIFE (2005) onde tornou-se Sanitarista e Doutora em Biologia Parasitária pelo Instituto Oswaldo Cruz-IOC/FIOCRUZ/RIO.

Sobre o autor

Profissional de Mídia e Assessoria de Imprensa.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TAMANHO DE FONTE
CONTRASTE
Share via
Copy link
Powered by Social Snap