Buíque presente com 04 associações nos Conselhos de Administração e Fiscal do SISAR

Buíque presente com 04 associações nos Conselhos de Administração e Fiscal do SISAR

Nesta segunda-feira (14), foram eleitos os primeiros Conselho de Administração e Fiscal do Sistema Integrado de Saneamento Rural da Região do Moxotó – SISAR, do qual fazem parte os municípios de Arcoverde, Buíque, Custódia, Ibimirim, Inajá, Itaíba, Manari, Pedra, Sertânia, Tupanatinga e Venturosa. O município de Buíque passou a integrar o Conselho com representantes de quatro associações rurais.

A eleição dos membros dos Conselhos de Administração e Fiscal aconteceu no auditório da Escola Técnica de Arcoverde e ocorreu dois meses após a primeira reunião de criação do SISAR, no dia 15 de outubro, na ETE de Buíque. A Presidência do Sistema ficou com Regeane dos Santos, da Pedra; e Cícero Rodrigues Almeida, de Custódia, assumiu a vice-presidência. A primeira tesouraria ficou com a representante de Buíque, Maria Silvânia da Silva Ramos.

Segundo o Secretário de Abastecimento e Agricultura de Buíque, Aldy Regis, o Sistema “vai permitir a universalização do acesso à água para a população rural, implantando um modelo de gestão compartilhada que envolve Governo do Estado, Prefeitura e Associações Rurais. Buíque, assim como as cidades que compõe o primeiro SISAR de Pernambuco, será pioneira nesse processo”.

Os representantes de Buíque que vão integrar os conselhos do Sisar, são da Associação Unidos Somos Fortes (Manoel Pedro Leandro) do Sítio Pedrinha, no Conselho Fiscal; Associação Quilombola Sítio Mundo Novo (Valter Sampaio de Matos), suplente; Associação do Sítio Calumby (Jailson de Araújo Melo), suplente; e Associação Juntos Venceremos do Sítio Serra Baixa (Maria Silvania da Silva Samos), 1º tesoureira.

O Sisar Moxotó será o primeiro a ser implantado no Estado. Ele surge com o objetivo de garantir uma prestação eficiente dos serviços de saneamento rural (abastecimento de água e esgotamento sanitário) a um preço módico para as comunidades rurais e de promover a universalização desses serviços. Na região do Moxotó, estima-se que o sistema irá beneficiar 120 mil pessoas de 622 comunidades e 30 mil imóveis rurais.

Sobre o autor

Profissional de Mídia e Assessoria de Imprensa.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TAMANHO DE FONTE
CONTRASTE
Share via
Copy link
Powered by Social Snap