Buíque recebe título de Capital Pernambucana da Arte Rupestre

Uma resolução da Assembleia Legislativa de Pernambuco, no último dia 18 de março, concedeu ao município de Buíque o título Honorifico de Capital Pernambucana da Arte Rupestre, em referência as belezas naturais e históricas do Parque Nacional do Catimbau. A iniciativa é do deputado estadual Isaltino Nascimento. Segundo ele, um reconhecimento mais que justo.

“Buíque cuida para que os registros de experiência de nossos antepassados estejam registrados nas rochas, por meio de traços que resistiram ao tempo. Isso precisa ser ressaltado e valorizado para que possamos cuidar de sua preservação”, explicou Isaltino ressaltando a importância do turismo arqueológico, ladeado pelos turismos ambiental e ecológico.

O prefeito Arquimedes Valença saudou a conquista de mais esse importante título para o município, lembrando que foi em um de seus governos que o Parque do Catimbau ganhou o reconhecimento nacional.

“Em 2002, quando era prefeito do município, conseguimos junto ao Governo Federal que o Vale do Catimbau fosse instituído como Parque Nacional do Catimbau, através do decreto do dia 13 de dezembro daquele ano. Hoje, ver Buíque receber mais esse título pelas belezas de nosso parque nos enche de alegria e nos dá ainda mais responsabilidade pela sua preservação e valorização. Uma grande conquista para nosso turismo”, afirmou.

O Parque Nacional do Catimbau é reconhecido como um dos mais importantes conjuntos de sítios arqueológicos do país. No Catimbau, também são encontradas pinturas identificadas como da tradição Agreste, feita de traços mais geometrizados e de difícil identificação temática. Quando se torna possível identificar, observa-se que as figuras, homens e diferentes animais, são bem maiores que na tradição Nordeste e realizadas com traços mais grossos.

Registrados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, os sítios arqueológicos são definidos e protegidos pela Lei nº 3.924/61, sendo considerados bens patrimoniais da União. O Parque Nacional do Catimbau, em Pernambuco, é o segundo maior parque arqueológico do Brasil, com registros estimados em até 6 mil anos de idade. Ao todo, 27 sítios arqueológicos estão espalhados pelos mais de 62 mil hectares do parque. Um dos mais importantes é o de Alcobaça, que possui pinturas rupestres de grupos étnicos de diferentes épocas.

Postado em Turismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *